Gato

Funcionários da Cepisa são presos por 'desvio' de energia no Piauí

Greco realizou a prisão de três funcionários.

20/06/2019 00h37
Por: Nichollas Castro
100
???? Imagem Ilustrativa
???? Imagem Ilustrativa

Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prendeu três funcionários da Cepisa por suspeitas de furto qualificado de energia e prevaricação. As prisões aconteceram nessa terça-feira (18) justamente contra os fiscais que atuam no combate aos chamados ‘gatos’ nas unidade consumidoras.

Em uma das residências do funcionário no bairro Parque Piauí, os policiais encontraram um medidor fraudado. No local, a policia também identificou que o funcionário havia falsificado a assinatura da esposa. A Policia também apurou que a fatura do funcionário era incompatível com o consumo da residência.

Já nos outros dois casos, os funcionários são acusados de prevaricação, que é quando eles fiscalizam uma residência identificam um furto de energia e mesmo assim não autuam o proprietário da casa, além de emitir laudo informando que não há anormalidade.

Os detidos por prevaricação foram liberados após depoimento, já  preso por furto ira para audiência de custodia. 

Outro lado

Nota de Esclarecimento 

A Equatorial Energia Piauí informa que, ao tomar conhecimento de suspeita de furto de energia contra colaborador, terceirizado, formalizou notícia-crime junto à Polícia Civil. 

No final da tarde de ontem (18), em operação conduzida pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), o colaborador foi preso em flagrante depois de constatada a irregularidade no equipamento de medição do seu domicílio. 

No momento da prisão, ele denunciou a participação de dois colaboradores, contratados de empresa prestadora de serviços à distribuidora, que também foram detidos na ação policial. A Empresa esclarece que tem acompanhado as investigações da Polícia e que já solicitou o desligamento por justa causa dos colaboradores envolvidos.

A Equatorial Energia Piauí faz valer um rígido código de ética para seus colaboradores próprios e terceirizados e não compactua em nenhuma hipótese com práticas como a que levou essas três pessoas à prisão. 

 

A Concessionária ressalta que o furto de energia é um crime, previsto no Código Penal brasileiro, que prejudica a toda a sociedade, impactando na qualidade e na segurança do fornecimento de energia elétrica, além de comprometer a arrecadação de impostos que poderiam ser aplicados em áreas essenciais como saúde e educação.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Anúncio
whats-mensagem
Municípios
Rogério Pontes
Últimas notícias
Ghrupo-whasts
Mais lidas
Anúncio
Anúncio