Anúncio
Pra quem gosta de le

O soldado ferido e o poder da palavra

Texto de autoria do filósofo Sousa El Shalom

Para Quem Gosta de Ler

Para Quem Gosta de LerTexto de Sousa El Shalom

28/10/2019 12h33
Por: Nichollas Castro
211

As palavras quando usadas no tempo certo e  com sabedoria,  são  como um bálsamo  curativo,  mas ao contrário,  são  como um veneno  mortífero e  letal. 

Durante uma guerra, o exército de um país  combateu bravamente o terrível  combate. 

Tiveram várias  perdas, vidas preciosas ficaram pelo meio do caminho.  Homens de altíssimo  valor tombaram durante o calor da peleja.

Ao final das lutas, um exército estava de pé.  Embora que em muito dizimado,  o exército do país aqui citado venceu a guerra.

Retornaram então para casa os preciosos guerreiros. Feridos, mutilados, aleijados,  mas felizes e  contentes com a idéia de retornarem vitoriosos  para seu país, casa  e suas famílias. 

Pernas, ombros,  braços,  enfim! Feridas  "corporais " cicatrizam. 

..............

Os sons dos instrumentos  musicais eram magníficos,  e os bravos soldados  se emocionavam. 

Toda a cerimônia estava preparada, os oficiais das mais altas patentes juntamente com  as autoridades daquele país,  aguardavam os vitoriosos para lhes entregarem suas honrarias, afinal,  à  sua forma cada um merecia seus laureis e  galardões. 

Um por um, o nome era pronunciado, e  neste passo marchavam em direção às  autoridades para serem condecorados.

Um soldado foi chamado. Ele mancava de uma perna, usava tampão em um dos olhos, apoiado numa "bengala", caminhou devagar rumo a fileira de autoridades.

Ao chegar diante daquele homem imponente que parecia uma espécie de general,  bateu continência. O general correspondeu e  colocou no pescoço do soldado  uma medalha, em seu peito, várias outras medalhas.  O general então,  saudou  o nobre soldado  ferido apertando sua mão.  

O general  olhou nos olhos do soldado e  sorriu, o soldado  também  sorriu e  seu coração  encheu - se de alegria.  O general  com voz grave disse : Vocês poderiam ter feito melhor,  foi muito bom, mas poderia ter sido melhor. 

Aquele soldado naquele momento teve sua alegria imediatamente transformada em amargura e  tristeza. O soldado então mudou seu semblante,  as lágrimas caíram sobre o seu rosto, e  ele passou a arrancar diante do general e  de todos cada uma das condecorações. 

Ao terminar, todos estavam espantados e em silêncio.  O soldado bateu continência,  deu meia volta e  em silêncio,  partiu. 

Entender? Simples. 

" As palavras quando usadas no tempo certo e com sabedoria,  são como um bálsamo curativo, mas ao contrário, são como um veneno mortífero e letal". 

POR SOUSA EL SHALOM. 

( DIREITOS RESERVADOS)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.